A NFe Cloud faz a gestão simplificada de notas fiscais eletrônicas na nuvem

Nome:
NFe Cloud.

O que faz:
A startup realiza a gestão simplificada das notas fiscais eletrônicas, desde o armazenamento na nuvem, à consulta, localização e validação junto ao sistema das Secretarias da Fazenda regionais.

Que problema resolve:
“A gestão das notas fiscais eletrônicas é uma das maiores dificuldades das empresas, tanto pelo volume de quanto pela complexidade da operação. Encontrar um arquivo de anos atrás, de um determinado fornecedor, com um valor específico, ou alguma que foi cancelada, é uma tarefa que demanda muito tempo ou até um funcionário exclusivo”, diz Alison Flores, fundador e diretor executivo.

O que a torna especial:
O sistema inteligente da plataforma possibilita uma consulta detalhada, que detecta e notifica de forma automática notas sem assinaturas digitais ou faltantes, e possíveis erros nas datas ou valores digitados. Modelo de negócio: A empresa oferece planos variáveis de acordo com o volume de notas de entrada e saída gerenciadas – de 19,90 reais a 59,90

Modelo de negócio:
A empresa oferece planos variáveis de acordo com o volume de notas de entrada e saída gerenciadas – de 19,90 reais a 59,90 reais. Os clientes podem testar a ferramenta gratuitamente durante 30 dias (10 dias).

Fundação:
Maio de 2016 Sócios: Alison Flores – Sócio-fundador e diretor executivo Fábio Alexandre Dias Carapau – Sócio-fundador e diretor de tecnologia

Perfil dos fundadores:
Alison Flores – 38 anos, São Paulo (SP) – formado em Administração de Empresas com pós-graduação em Marketing e Economia. É empresário com atuação nos segmentos Têxtil, Construção Civil e Agronegócio.
Fábio Alexandre Dias Carapau – 37 anos, São Paulo (SP) – formado na área de Gestão da Tecnologia da Informação e Ciências da Informática. Tem experiência de 15 anos na área, participando da implantação de projetos e-commerce e de infraestrutura cloud para marcas do segmento de moda, como Loony Jeans e Joyaly.

Como surgiu:
Alison conta que a ideia surguiu quando ele enfrentou um problema em sua empresa do setor têxtil, em uma fiscalização nos foi solicitado arquivos de notas fiscais de um período especifico. “Quando fomos reunir o que nos foi solicitado, percebemos que os arquivos estavam inteiramente desorganizados, armazenados em diversos locais diferentes, o que nos impossibilitou de atender a fiscalização e sofrer autuação pela falta de apresentação de documento fiscal. Percebemos então que a partir dai teríamos que encontrar uma forma mais eficiente de gerir esses arquivos para evitar novas autuações”, diz. – See more at: http://projetodraft.com/a-nfe-cloud-faz-a-gestao-simplificada-de-notas-fiscais-eletronicas-na-nuvem/#sthash.3XwYCEbj.dpuf

Estágio atual:
A empresa tem um escritório em Barueri (SP) e iniciou a operação há seis meses.

Aceleração:
Não teve.

Investimento recebido:
Não informado.

Necessidade de investimento:
Os sócios planejam buscar novos recursos quando a plataforma atingir a meta inicial de 20 mil clientes.

Mercado e concorrentes:
“No Brasil, há uma demanda de 17 milhões de empresas, com emissão média de 1,3 milhão de NFe ao mês. Todos esses documentos precisam ser armazenados e organizados, a maioria das empresas não sabe disso”, conta Alison. Para ele, seus maiores concorrentes são o Espião NF-e e Cofre NFE. Há também a Arquivei.

Maiores desafios:
“Despertar no pequeno e médio empresário a visão de que o armazenamento de Notas Fiscais é uma obrigação legal que, bem organizada, pode se tornar uma excelente ferramenta de análise do negócio, tanto do ponto de vista fiscal quanto do aspecto análise de custo/preço”, diz o diretor executivo.

Faturamento:
Não informado.

Previsão de break-even:
Primeiro trimestre de 2017.

Visão de futuro:
Alison diz que o objetivo é “se tornar, nos próximos dois anos, referência em soluções de armazenamento e processamento de documentos fiscais, oferecendo ao mercado inteligência de informação, segurança e confiabilidade”.

Fonte: projetodraft